Ocorreu um erro neste gadget

Tradutor

domingo, 27 de fevereiro de 2011

A Face Negra da Lua

Há muitas divergências quanto à celebração da face negra da Lua. Alguns dizem que é a Lua Nova outros explicam que é a fase de total escuridão da lua, que são os últimos três dias da lua minguante, quando a lua acabou de minguar e desapareceu totalmente, abandonando os céus. Isso vai depender da Tradição ao qual você escolher para estudar.

Nas antigas religiões o lado negro da Deusa era representado pela lua nova, quando a lua estava totalmente coberta pela sombra da
TERRA e não era vista no céu.

Representava a passagem do mito da Deusa onde ela descia às profundezas do mundo subterrâneo. Um mito recorrente nas mais variadas mitologias, desde a descida de Deméter ao Hades em busca da sua filha Perséfone, passando pela busca de Ísis por seu amado Osísis, Cibele em busca de Átis e, o mais antigo e significativo, no qual Inana, uma deusa múltipla com atributos luminosos como fertilidade e sensualidade, desce ao submundo para consolar sua irmã Ereshkigal, despindo-se no caminho de todos seus atributos luminosos e divinos, e chega junto a sua irmã, nua e encurvada pelo cansaço, numa atitude de submissão e reconhecimento do poder crônico do interior do planeta. Assumindo a própria morte, Inana conhece a si mesma já que Ereshkigal é ela própria. Não é apenas mais uma das fases visíveis da lua, mas sim o lado dela que nunca vemos, a face oculta da Lua e portanto pela primeira vez a deusa se sente completa e plena.

A maioria dos bruxos não celebra a Lua Negra.

Nessa fase as deusas então se mostram como a Deusa Negra, a que revela o Seu lado obscuro e terrível, muitas vezes cruel, bem como o nosso. Essa fase da lua é mais difícil de ser trabalhada e não é recomendável que alguém recém-chegado à
BRUXARIA já comece a celebrá-la.
Não leve ao pé da letra o "não ser celebrada", porque com conhecimento você pode utilizar esse poder em seu benefício.
As Deusas negras seriam o lado obscuro de suas faces.
E se nós somos a personificação dessas Deusas ...
O encontro com o lado obscuro é sempre assustador, é reconhecer em nós mesmos uma mola propulsora que pode causar loucura e até mesmo tragédias. E se é aterrorizante em nós que somos humanos, é o próprio terror em se tratando de
DEUSES .

É por isto que lemos em muitos autores que a Deusa Negra é devoradora e destruidora por natureza, mas na verdade o que não reconhecemos na divindade é que é o obscuro, o negrume é o véu que uma vez desvelado nos revela a totalidade das deusas, ou mesmo dos
DEUSES ., Dionisio desceu aos mundos inferiores em busca da Mãe, fazendo o roteiro inverso de Deméter; Orfeu, seu maior profeta, pode ter sido Deus consorte de uma Deusa Mãe anterior aos olímpicos, desmembrado e devorado pela Ménades, coisa típica de consortes das Grandes Mães do neolítico depois humanizado pelos dominadores.

A Lua Negra é tão poderosa quanto o plenilúnio

Porém, o Seu poder é das sombras, do terror, da face destrutiva da Divindade,em geral assusta quem começa a trabalhar com ele, mas é um poder necessário de ser compreendido, pois faz parte da Deusa (e portanto de nós).
Os esbás da Lua Negra são voltados ao conhecimento do nosso lado obscuro e a sua
CURA , para que transmutemos as nossas características improdutivas (nervosismo, ódio, etc) em características produtivas (paz interior, AMOR , etc) e para que aprendamos a lidar com as nossas sombras.
As deusas normalmente relacionadas a esses
RITUAIS são Hécate, Ceridwen e Lillith e Kali, Mas também podem ser encontradas citações em Sekhmet, Baba Yaga, Ereshkigal, Éris, Ísis, Afrodite, Kuan Yin, Gaia, Lakshmi

domingo, 20 de fevereiro de 2011

SUMMERLAND

Summerland é um termo geralmente empregado na wicca como referencia ao outro mundo para o qual as almas dos mortos se encaminham após a vida física.
Pode ser visto como uma espécie de paraíso pagão não muito diferente dos conhecidos ALEGRES CAMPOS DE CAÇA de algumas tradições dos nativos norte americanos. 
O summerland dos wiccanos existe no plano astral e é experimentado de modos diferentes por cada indivíduo, de acordo com a vibração espiritual que ele leve a esse plano de existência. 
O período em que alguém permanece em summerland depende da habilidade do indivíduo de libertar e retomar o material que a alma carrega vida após vida, o que pode fazer com que essa alma renasça na dimensão física.

A existência em summerland permite a um indivíduo a oportunidade de estudar e compreender as lições da vida anterior e como estas se relacionam com outras vidas já passadas.
Na teologia wiccana, este é conhecido como um período de descanso e recuperação.
Uma vez encerrado este período de tempo, o plano elemental começa a atrair o indivíduo para o renascimento em qualquer dimensão que se harmonize com seu á sua natureza espiritual naquele momento. A alma a reencarnar é então submetida ao plano das forças e pode ser atraída pelo vértice de uma união sexual em curso na dimensão física.

Segundo os ensinamentos misteriosos, um aborto natural ou natimorto indica uma alma que não mais precisava retornar a dimensão física, necessitando apenas uma breve imersão em matéria densa para equilibrar as propriedades elementais etéreas necessárias a seu corpo espiritual.

A outra razão para tais ocorrências é que os pais precisavam aprender a lição da perda para a própria evolução espiritual, caso no qual isso foi possibilitado por uma alma que não necessitava mais de uma existência física.

Os serviços dessas almas elevadas é geralmente notado não só nesses cenários, mas também nos ensinamentos acerca da reencarnação de avatares como Jesus ou Buda.

Instrumentos da Arte

Instrumentos Ritualísticos
Embora pouco usado para manipular coisas físicas, estes implementos primários são chamados de instrumentos de feitiçaria. Jamais são utilizados para ferir seres vivos, declaram os iniciados, e muito menos para matar. Os bruxos dizem que eles estão presentes em rituais inofensivos e até benéficos, cerimônias desempenhadas ara efetuar mudanças psíquicas ou espirituais. Recipientes como a taça e o caldeirão simbolizam a Deusa e servem para captar e transformar a energia. Os instrumentos longos e fálicos - o athame, a espada, o cajado e a varinha - naturalmente representam o Deus; são brandidos para dirigir e cortar enegias. Para cortar alimentos durante os rituais, os feiticeiros utilizam uma faca simples e afiada com um cabo branco que a diferencia do athame.
Tradicionalmente, os bruxos preferem encontrar ou fabricar seus próprios instrumentos, que sempre consagram antes de utilizar em trabalhos mágicos. A maioria dos iniciados reserva seus instrumentos estritamente para uso ritual; alguns dizem que os instrumentos não são essenciais, mas ajudam a aumentar a concentração.

A Vassoura

A Vassoura
A imagem tão familiar hoje em dia de uma bruxa atravessando os céus noturnos montada em uma vassoura fez sua primeira aparição pública no século XV, no manuscrito Lê Champion des Dames (O Campeão das Damas) do escritor suíço Martin Le Franc. Porém, as conotações mágicas das vassouras são muito mais antigas do que as descritas por Martin Le Franc.
Há muito as vassouras têm sido associadas à magia feminina e a mulheres poderosas. Diga-se de passagem, transformaram-se no equivalente feminino do cajado usado por Moisés para abrir o mar vermelho.
As Sagradas Parteiras da Roma Antiga varriam as soleiras das casas das mulheres grávidas, acreditando que assim espantariam os maus espíritos, protegendo as mães e os seus bebês.
Desde essa época, as vassouras tinham seu poder simbólico para questões mundanas e grandiosas. Em algumas regiões da Inglaterra, até bem recentemente, as mulheres deixavam suas vassouras do lado de fora ao ausentar-se de casa.
No País de Gales e entre os ciganos, a tradição determinava que, para selar os casamentos, os noivos deviam pular uma vassoura colocada na entrada da nova casa (Na Wicca, a vassoura faz parte da cerimônia de casamento, chamada Pacto).
Símbolo do lar, da Deusa e do Deus, a vassoura é um dos instrumentos favoritos dos iniciados usados para a limpeza psíquica do espaço do ritual antes, durante e após os trabalhos mágicos.
Como símbolo de um passado pagão, a vassoura despertou hostilidade entre os cristãos caçadores de bruxas. Mas, contrariando a crença popular, poucas das confissões forjadas durante os julgamentos às bruxas mencionavam vassouras.
Embora os acusadores costumassem enfiar idéias nas cabeças de suas vítimas, não era comumente adotada nos Tribunais, a imagem da vassoura voadora. Porém, este conceito permanece e, é até os dias de hoje um ícone inseparável da bruxa.


Caldeirão

O Caldeirão
O caldeirão é o instrumento da Bruxa por excelência. Um antigo recipiente culinário, imbuído em mistério e tradição mágica. O caldeirão é o recipiente no qual ocorrem as transformações mágicas; tem um significado muito especial. É o símbolo máximo da Deusa, é seu útero, sua essência de feminilidade manifestada e sua fertilidade. Está relacionado com o elemento Água e se situa ao centro do Círculo Mágico e do Altar.
É também um símbolo da reencarnação, da imortalidade e da inspiração. As lendas Celtas acerca do caldeirão de Cerridwen tiveram grande impacto na Wicca contemporânea. O caldeirão é geralmente um ponto central dos rituais.





A Taça - O Cálice

A Taça "O Cálice"
A taça é o símbolo da Deusa, do princípio feminino e de sua energia e relaciona-se ao elemento da Água, outro símbolo da Deusa. É usada nos Rituais e Sabás como recipiente para água ou vinho consagrada, estando ao Leste do Altar e do Círculo Mágico.
A Taça pode ser feita de vários materiais como, prata, bronze, ouro, barro, pedra-sabão, alabastro, cristal. Porém é recomendado que seja de prata.



Espada


A Espada
A espada, como o athame, desempenha o corte simbólico ou psíquico, especialmente quando é utilizada para desenhar um círculo mágico, isolando o espaço dentro dele.
Além de traçar círculos, exorciza o mal e as forças negativas. Também é tradicional que no cabo tenha símbolos mágicos.






Athame

O Athame
O athame é uma adaga, obrigatoriamente de cabo preto, usada em algumas linhas de bruxaria. Ele é utilizado para lançar o círculo mágico, para traçar emblemas mágicos no ar, para direcionar a energia e para controlar e banir espíritos.
As origens da palavra athame foram perdidas na história. Alguns dizem que possa ter vindo de 'A Chave de Salomão' que se refere à faca como arthana, enquanto outros afirmam que athame vem da palavra árabe al-adhamme ("letra de sangue"), que se refere a uma faca sagrada usada na tradição mourisca.
Em qualquer um dos casos, há manuscritos datados do século XI que abordam o uso de facas rituais na Magia. O uso de uma faca sagrada em ritos pagãos é bastante antigo. Há um desenho de um vaso grego datado de aproximadamente 200 a.c. que mostra duas bruxas nuas tentando invocar os poderes da Lua para a sua magia. Uma delas está segurando uma varinha e a outra segura uma pequena espada.

 

Bolline


Bolline - Faca de Cabo Branco
A faca de cabo branco (por vezes chamada de Bolline) é simplesmente uma faca prática, de trabalho, ao contrário da puramente ritualística faca mágica.
É utilizada para cortar galhos ou ervas sagradas, inscrever símbolos em velas ou na madeira, cera ou argila, e para cortar cordas a serem utilizadas em magia. Normalmente possui cabo branco para distingui-la da faca mágica.





O PentagramaO Pentagrama
O pentagrama consiste, normalmente, em uma peça plana de latão, ouro, prata, madeira, cera ou cerâmica, com alguns símbolos inscritos. O mais comum, e sem dúvida o único necessário, é o próprio pentagrama, a estrela de cinco pontas que vem sendo usado em magia há milênios.
Trata-se de um dos símbolos pagãos mais utilizados na magia cerimonial pois representa os quatro elementos (água, terra, fogo e ar) coordenados pelo espírito, sendo considerado um talismã muito eficiente.
Nesta antiga arte, era geralmente usado como um instrumento de proteção, ou uma ferramenta para evocar espíritos. Cada ponta representa um elemento da natureza: ar, água, fogo, terra e a quinta ponta representa o espírito acima de todos os elementos, porém, quando usado invertido, significa "todos os elementos acima do espírito", é tido como o simbolo do deus egipcío baphomet nos dias atuais.
Pentagrama na astronomia
Baseados na antiga astronomia ptolomaica, que tentava manter a orbita dos outros planetas ao redor da Terra, astrônomos do passado criaram órbitas excêntricas para os planetas e isso fez com que a órbita de Venus desenhasse um pentagrama no espaço. Originalmente, o pentagrama não simboliza de jeito nenhum algum tipo de malefício. Ele é um símbolo muito poderoso e têm a ver com as forças ocultas.

O Livro das SombrasLivro das Sombras
O Livro das Sombras é um diário usado por praticantes de magia ritual para registrar rituais, feitiços, e seus resultados, bem como outras informações mágicas. Tanto praticantes individuais quanto covens mantêm esse tipo de Livro.
Em algumas Tradições Wiccanas (por exemplo a Gardneriana), o Livro das Sombras é um texto contendo os rituais, práticas e a sabedoria daquela Tradição. É normalmente copiado à mão pelo praticante, a partir da cópia de seu(sua) iniciador(a). O material da Tradição não pode ser mudado, apesar de que algumas adições possam ser feitas. Alguns Wiccanos mantêm ainda um Livro das Sombras pessoal, além daquele de sua Tradição.

O Bastão

O Bastão
O bastão é um dos instrumentos mais importantes. Tem sido utilizado há milhares de anos em ritos mágicos e religiosos. É um instrumento de invocação. A Deusa e o Deus podem ser chamados para assistirem ao ritual por meio de palavras e de um bastão erguido.
Também é por vezes utilizado para direcionar energia, para desenhar símbolos mágicos ou um círculo no solo, para indicar a direção de perigo quando perfeitamente equilibrado na palma da mão ou no braço de um Bruxo, ou mesmo para mexer um preparado em um caldeirão.
O bastão representa o elemento do Ar para alguns Wiccanos, e é sagrado para os Deuses. Há madeiras tradicionais para a confecção de um bastão, dentre elas o salgueiro, o sabugueiro, o carvalho, a macieira, o pessegueiro, a avelã e a cerejeira. Alguns Wiccanos a cortam com o comprimento da ponta de seu cotovelo até a extremidade de seu indicador, mas isto não é necessário. Qualquer peça relativamente reta de madeira pode ser utilizada.


Buril - É um ferro usado para gravar nomes sagrados, números, símbolos em punhais, espadas.
Prato de Sal - Simboliza o elemento terra e é usado para purificar.
Velas - Simboliza elemento fogo. A vela é o símbolo de seu pedido, pois quando ela vai se queimando leva o seu pedido para misturar ao elemento éter.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Magia das Velas

A Magia das Velas

Utilizamos as velas para simbolizar nossa magia através de suas chamas. O fogo é o símbolo do plano mental e da atividade.
 Nos textos bíblicos, Deus se manifestou a Moisés em forma de fogo. Daí a razão de usarmos as velas na magia.
Esta prática tem como objetivo ativar, manter vivo, simbolizar o elo de ligação de nossos pensamentos e desejos com o mundo angelical através da manifestação do nosso Eu Superior.
Na chama de uma vela, todas as forças da natureza são ativadas. A vela acesa simboliza a individualização da vida ascendente e da luz da alma.
 Ao acender uma vela, é possível identificar algumas mensagens que elas podem nos passar, como por exemplo:
Mensagem das Velas
VELA QUE NÃO ACENDE PRONTAMENTE: O "Anjo" pode estar tendo dificuldades para ancorar. O astral ao seu redor pode estar poluído.
VELA QUEIMANDO COM LUZ AZULADA: Indica a presença de Anjos e Fadas. É um bom sinal.
CHAMA VACILANTE: O "Anjo" demonstra que, devido às circunstâncias, seu pedido terá algumas mudanças.
CHAMA QUE LEVANTA E ABAIXA: Você está pensando em várias coisas ao mesmo tempo. Sua mente pode estar um pouco tumultuada.
CHAMA QUE SOLTA FAGULHAS NO AR: O "Anjo" colocará alguém no seu caminho para comunicar o que você deseja. Poderá ter algum tipo de desapontamento antes do pedido ser realizado.
CHAMA QUE PARECE UMA ESPIRAL: Seus pedidos serão alcançados, o Anjo já está levando sua mensagem. ·
PAVIO QUE SE DIVIDE EM DOIS: O pedido foi feito de forma dúbia.
PONTA DO PAVIO BRILHANTE: Você terá muita sorte e sucesso em seu pedido.
VELA QUE CHORA MUITO: O Anjo sente dificuldades em realizar seu pedido.
SOBRA UM POUCO DE PAVIO E A CERA FICA EM VOLTA: O seu "Anjo" está precisando de mais orações.
A VELA SE APAGA: O Anjo ajudará na parte mais difícil do pedido, o resto cabe a você resolver.
Como é sempre dito, preste muito atenção nas mensagens que os Anjos nos enviam a todo momento, elas são muito importantes.
Poderes aromáticos
 Além da luminosidade e da cor, as velas também recebem as essências e os aromas naturais em sua composição.
Suas fragrâncias, assim como as dos incensos, atuam como protetoras contra os maus fluidos, estimulando as relações e os sentimentos humanos, através do sistema nervoso.
A fumaça aromática emanada pelas velas atenua o clima negativo que pode tomar conta da sua casa e atrai forças benéficas que trazem paz, prosperidade e amor.
O poder aromático é muito forte, pois o olfato grava todos os detalhes e põe o cérebro em contato com o meio ambiente.
Mas muito cuidado pois o aroma químico pode irritar o organismo, já no caso das velas que são compostas com canela, cravo, eucalipto e outras essências, o aroma é natural e cheio de vida.
Velas e aromas são uma combinação perfeita de energia e harmonia. 
Vamos conhecer um pouco das essências e de seus poderes curativos e fluidificantes:
Alecrim:
Tem poder energético, ajuda a recuperar as energias perdidas e é excelente para o tratamento da dor de cabeça. Outros usos: tosse, estresse, problemas de memória e depressão.
Camomila:
Esta essência é conhecida como um calmante natural, mas ajuda também no equilíbrio emocional como um todo. Outros usos: Tensão Pré-Menstrual, contra  o medo, dores de cabeça, cólicas, controle do fluxo menstrual e irritabilidade excessiva.
Canela:
Ela sintoniza o ambiente com a prosperidade, purificando o local e atuando como um estimulante.
Eucalipto:
É o mais recomendado para a purificação do ambiente e o tratamento de estados gripais.
Flor de laranjeira:
Além de calmante, este aroma atua no equilíbrio das emoções. Outros usos: É energizante, traz criatividade e alegria de viver. Pode ser usada no tratamento auxiliar de estados de estresse que levam a pessoa a apresentar baixa resistência.
Hortelã:
É excelente para usar no ambiente em que pessoas estejam gripadas ou com as vias respiratórias congestionadas.
Jasmim:
Atua diretamente sobre o estado emocional, afastando a depressão e trazendo otimismo. Outros usos: esta essência é conhecida como euforizante, pois atua, inclusive sobre a impotência, a frigidez e a timidez.
  
Cuidados especiais com as velas
Elas devem ser virgens, ou seja, nunca ter sido usadas antes.
 Não podem ser quebradas ou danificadas para que a harmonia e a qualidade nao sejam comprometidas.
 O ideal é acender as velas com palito de fósforo, nunca com outra vela.
Pede-se que a quantidade de velas acesas forme um número ímpar, pois aos pares elas anulam a energia umas das outras
Velas para anjos da guarda devem ter ao lado um copo de água. Este líquido serve para drenar a energia negativa do ambiente.
Se quiser pode queimar incenso junto das velas, ele só aumenta a energização do espaço.

Emagrecimento

 1 - Jaspe vermelho ( a pedra ) ajuda a controlar o apetite voraz, e aliado a força de vontade é ótimo para ajudar a perder quilinhos indesejáveis ( comecei meu ``tratamento`` na lua primeira lua minguante de agosto e já perdi 8 quilos), faca assim: no primeiro dia de lua minguante, pegue um litro de água mineral e coloque o jaspe ( bem limpo) dentro, deixe por 24h e depois beba essa água durante o dia enquanto já prepara outro litro, repita o processo durante 28 dias, use bastante roupa vermelha para acelerar o metabolismo e queimar mais calorias. Agora, antes de começar, aproveite que ( neste caso ) a lua estará minguando e pense se a ânsia por comida não é de fundo emocional, reflita sobre o que não está certo, se achar a causa, mande tudo embora em um ritual de banimento, certamente já fará vc se sentir mais leve. Procure fazer uma dieta saudável e, se preciso procure um especialista, só ele poderá te indicar uma alimentação balanceada e pobre em nutrientes que engordam

2 - No entardecer de uma quarta feira quando a lua estiver minguando pegue uma vela amarela com castiçal, petalas de rosas , óleo de lavanda algumas pedras chamadas granadas ou turquesas, um potinho com tampa e uma foto de você magra. Carregue a vela com o seu desejo e coloque-a no castiçal. Enquanto você acende a vela visualize-se comendo menos, negando o famoso repeteco , parecendo saudavel e esguia. Carregue as petalas de rosa, o oleo e as pedras. Salpique as petalas ao redor da vela e mais uma vez visualize seu objetivo.Coloque as pedras e algumas gotas de oleo dentro do potinho enquanto faz isso, repita a visualização pegue as petalas e coloque-as com as pedras, feche o pote e diga: Este pote bolsa de oleo petalas e pedras magicamente carregados vai me trazer coragem e me ajudar a realizar meu desejo de comer menos e ficar cada vez mais saudavel e bela, veja a si mesma emagrecendo e a balança marcando cada vez menos. Carregue este talismã com você e aspire o conteudo sempre que for comer algo, esfregue as pedras na foto em que está como queria e depois no seu proprio corpo visualizando você se tornando como era na foto. Termine o encantamento dizendo: De modo algum este encantamento vai me fazer sofrer ou me causar efeitos adversos. Que assim seja! Leve a pedra consigo e esfregue-a em si quando tiver aquela vontade incontrolável de fazer uma boquinha fora de hora ou comer muito. Pendure a foto na sua cozinha onde a veja sempre.Deixe que a vela queime por mais uma hora depois apague-a ( sem soprar ) e guarde-a. Acenda sempre que sentir necessidade um reforço moral.
Por Bruxo Mateiro

Poções e Dicas Mágicas

 



Segundo maly Caran, nas últimas décadas, o homem e a civilização industrial nos afastaram do seio de nossa mãe natureza, desa grande dispensa nutritiva e curativa que é o reino natural. Em troca nos oferecem produtos se uma química absurda feitos com a mais moderna tecnologia, que dizem acabar com a doenças, mas que procovam efeitos colaterais nem sempre agradáveis e equilibrados.
Maly afirma que os diferentes aromas e formas estimulam sensação de bem-estar e, ajudam a atrair coisas boas para o dia-a-dia. Vejam alguns:
Alho - tradicional amuleto de proteção e boa sorte. Na Roma Antiga, era mastigado cru antes de os soldados irem para as batalhas, pois dava resistência e força para enfrentar o inimigo. É fácil cultivá-lo em casa, basta enterrar um dentinho num vaso: “O melhor é plantar na cozinha ou manter sempre uma réstia de alho pendurada perto do fogão. Isso mantém a família unida e protegida das más influências”.
Artemísia - erva da vitalidade e do entusiasmo. Ajuda a superar períodos de cansaço ou baixa de energia. O nome vem do grego Artemis, evocando a deusa da fertilidade e da feminilidade: “Quando tive meu terceiro filho, enfeitei a casa toda com essa erva, que protege o momento do parto e das colheitas. É ótima para espantar os maus fluidos, e um galhinho colocado no sapato guarda as pessoas durante longas viagens”.
Arruda - utilizada pelas benzedeiras para espantar o mau-olhado, essa erva de cheiro forte tem efeito protetor, simbolizando o arrependimento. É ótimo tê-la por perto: “Estimula a consciência dos próprios erros e ilumina as decisões mais acertadas”, conclui a herborista.
Malva - planta dos prazeres e da beleza. Suaviza os ânimos, ressalta as características femininas na mulher e desperta a sensibilidade nos homens. Facilmente cultivada em vasos, embeleza a casa e estimula a paixão: “Quando quiser conquistar alguém, coloque folhas de malva debaixo do lençol. No mínimo, o perfume será muito agradável”.
Manjericão - erva associada à riqueza, à abundância e à boa sorte. Diz a lenda que ter em casa os sete tipos diferentes de manjericão traz dinheiro e prosperidade. “Plante as mudas ou sementes em lugar ensolarado e, quando começarem a crescer, o dinheiro estará chegando”. Os ramos também podem ser usados em arranjos e duram cerca de uma semana na água. Essa erva perfuma e embeleza os ambientes, com efeito estimulante e revitalizador.
Tomilho - uma plantinha cheirosa e de fácil cultivo. Fica bonita em vasos, mas as pequenas folhas secas também aromatizam os ambientes. O nome vem da palavra grega thymia, que significa perfume. Ótima para afugentar melancolia e estimular vigor e lucidez na hora de tomar decisões importantes.
Sálvia - o nome vem do latim, salvare, que evoca a cura. Era com a queima da sálvia que os curandeiros combatiam a peste e purificavam o ar dos ambientes infectados. “Em casa, um vaso de sálvia protege os moradores contra acidentes e doenças graves. A erva seca é usada na defumação. Nas duas formas promove a sensação imediata de força e bem-estar”, explica a herborista.
Hortelã - importante ter essa erva por perto quando a casa está em guerra, em tempos de turbulência e conflitos. Ajuda a dissolver a raiva e controla as atitudes precipitadas. “Essa planta tem efeito calmante e harmonizador. Tê-la em vasos ou arranjos, tomar chá ou banho com ela apazigua os ânimos”.
Salsinha - famoso tempero, também é conhecido como a erva da juventude. Cultivar um vaso ou canteiro de salsinha traz entusiasmo, restaura a força e a saúde dos moradores. “Além de ser um anticanceroso intenso e de regular o ciclo menstrual, a erva, usada no banho de infusão, elimina as energias negativas do corpo e dá ânimo”.
Louro - erva da fama e da glória. Na tradição greco-romana, imperadores, heróis e poetas usavam coroas de louro como sinal de que eram pessoas muito importantes. Ela tem propriedades purificadoras e relaxantes. “As folhas frescas ou secas mantêm-se sempre verdes. Colocadas no quarto, sobre a mesa ou no armário de roupas exalam perfume suave e atraem êxito”.
Mirra - essa preciosa erva de origem oriental foi oferecida pelos Reis Magos ao menino Jesus recém-nascido. É uma planta de proteção e cultivá-la num vaso na entrada da casa traz bons fluidos a quem chega, protegendo os ambientes de qualquer negatividade. “Coloque as folhas em peneiras e, depois de secas, queime-as. É um incenso natural muito agradável”.
Alecrim - erva da felicidade e do amor: “Quem está procurando um namorado deve guardar sempre um galhinho junto ao corpo”. O nome científico é Rosmarinus officinalis, que quer dizer orvalho do mar, simbolizando a inocência. Essa planta é forte e ao mesmo tempo delicada, gosta de sol e de vasos grandes. Em arranjos, os galhos combinados com rosas são a própria expressão do romantismo. As bruxas da Idade Média costumavam queimar alecrim para espantar maus espíritos, purificar a energia de pessoas e lugares. “Isso vale até hoje. É uma planta espiritual, evoca fidelidade e recordações felizes”.

Óleos Essenciais - Os Signos e os Aromas

 


Os Signos e a Aromaterapia




ÁRIES

Incensos: mirra, cipreste, almíscar, angélica, opium, rosa musgosa e alecrim.
Aromas: cipreste, cereja, mirra, bergamota, limão, cravo, canela e almíscar.
Qualidades dos perfumes: virilidade, masculinidade, atividade, calor, coragem, confiança.
Ação sobre o físico: protege os órgãos motores, os olhos e as orelhas, tem efeitos hepáticos.


TOURO

Incensos: sândalo, camomila, arruda e orquídea.
Aromas: almíscar, gengibre, verbena, anis, jasmim, magnólia e lilás.
Qualidades dos perfumes: receptivo e feminino, ajuda a materializar os projetos e a fixar os desejos, desperta o bom senso e a paciência, favorece os assuntos práticos.
Ação sobre o físico: problemas no pescoço e na garganta, intoxicação sangüínea, distúrbios circulatórios, problemas de ossos e perdas vitais.


GÊMEOS

Incensos: canela, âmbar, indiano e eucalipto.
Aromas: acácia, basílica, camélia , jasmim, louro , lavanda, magnólia, jacinto, baunilha e narciso.
Qualidades dos perfumes: quente, afetivo e doce. Favorece reconciliações familiares, desperta o senso de oportunidades e o espírito lógico.
Ação sobre o físico: aumenta a resistência física, atua no aparelho vocal e beneficia o sistema nervoso periférico (pulmões).


CÂNCER

Incensos: cânfora, jasmim e maçã.
Aromas: âmbar, lilás, lírio, bálsamo, patchuli e acácia.
Qualidades dos perfumes: feminino e receptivo, desperta a passividade, conservadorismo, devoção religiosa, senso poético e artístico e a sabedoria.
Ação sobre o físico: atua sobre o aparelho digestivo, especialmente estômago e o fígado, combate problemas linfáticos e a frigidez.


LEÃO

Incensos: amor-perfeito, cedro, lótus, rosa branca e sândalo vermelho.
Aromas: angélica, jacinto, melissa, noz moscada, âmbar, alecrim, sândalo, acácia e aroeira.
Qualidade dos perfumes: de natureza vital, melhora a relação entre os sexos opostos, refreia excessos físicos e morais, restabelece a autoconfiança e o amor-próprio.
Ação sobre o físico: favorece o aparelho circulatório, alivia dores nas costas, revitaliza, combate gastrites e febres em geral.

VIRGEM

Incensos: canela, cravo da índia, rosa musgosa angélica e benjoim.
Aromas: camélia, canela, cravo e noz-moscada.
Qualidade dos perfumes: reanima, age sobre o tônus nervoso, restabelece a autoconfiança. Beneficia instrução intelectual e ativa a memória.
Ação sobre o físico: longevidade, evita vertigens, calores e espasmos, fortifica o sistema nervoso.


LIBRA

Incensos: eucalipto, calêndula, cedro, jasmim e orquídea.
Aromas: benjoim, gerânio, gengibre, musk e rosa.
Qualidade dos perfumes: natureza equilibrada, quente e afetiva. Favorece o entendimento entre as pessoas, beneficia atividades intelectuais, físicas e sentimentais, combate a indecisão, favorece a sexualidade, desperta o senso musical e artístico.
Ação sobre o físico: combate a obesidade, fortalece os pulmões, elimina cálculos e outros problemas do aparelho urinário.


ESCORPIÃO

Incensos: almíscar canforado, flor do campo e lótus.
Aromas: bergamota, canela, menta, limão, mirra, cravo, cipreste, melissa, orégano e pimenta.
Qualidade dos perfumes: passivo, defensivo, evita pontos de vista dúbios, propicia sucesso aos empreendimentos, ambição, intuição, observação e confiança interior.
Ação sobre o físico: aumenta a resistência muscular, revitaliza os órgãos genitais externos, combate doenças crônicas em geral.


SAGITÁRIO

Incensos: alfazema, alecrim e sândalo amarelo.
Aromas: acácia, cedro, íris, samambaia, baunilha, violeta e cálamus.
Qualidades dos perfumes: natureza vital, fins nobres, entusiasmo, alegria de viver, organização e moderação, amizade, amor e simpatia, memória e sensualidade, jovialidade a alma alegre.
Ação sobre o físico: respiração fluente.


CAPRICÓRNIO

Incensos: arruda, benjoim, cravo da índia e sândalo vermelho
Aromas: âmbar, benjoim, gerânio, cravo, musgo, musk, violeta, cipreste, orquídea, angélica e sândalo.
Qualidades dos perfumes: natureza passiva, combate a ansiedade, encoraja, tonifica, elimina a inquietação.
Ação sobre o físico: longevidade, regulador das funções digestivas e intestinais.


AQUÁRIO

Incensos: cedro, flores do campo, eucalipto e rosa branca.
Aromas: âmbar, cravo, musgo, patchuli e orquídea.
Qualidades dos perfumes: afetividade, conciliação, calma, pacificação, pensamentos nobres e altruístas, recolhimento, busca da verdade interior, originalidade.
Ação sobre o físico: atua beneficamente sobre doenças sangüíneas relacionadas com a perda de vitaminas, combate o nervosismo, favorece longevidade.


PEIXES

Incensos: cânfora, jasmim, mirra, ópium e sândalo amarelo.
Aromas: íris, menta e sândalo.
Qualidades dos perfumes: natureza instintiva, fecundidade, habilidade nos estudos e nos negócios. Otimismo e prazer.
Ação sobre o físico: restabelece a saúde dos órgãos internos, elimina os males causados pelo frio e umidade.

Óleos Essenciais - MEDITANDO E RESPIRANDO OS AROMAS

Com base na obra de Marietta Till - A Força Curativa da Respiração - Ed. Pensamento




RESPIRAÇÃO COM ÊNFASE NO OLFATO



SENTADO

Fechamos uma das narinas com o indicador e inspiramos com a outra narina, como se estivéssemos “farejando“ , mas não rápido demais. Enquanto isso, imaginamos intensamente um aroma que deve ter um determinado efeito, como por exemplo, café moído na hora (faz despertar), menta , limão (refrescante) , lavanda, sálvia (calmantes).
Em seguida, expira-se pela mesma narina, novamente de maneira intermitente. Inflamos um pouco as narinas a fim de dar maior intensidade ao aroma.
Podemos também ir mais longe e aplicar a aromaterapia de maneira mais prática, pondo uma gota de óleo essencial numa das mãos e, cheirando com prazer, aspiramos profundamente o aroma pelo nariz. Sabemos que esses óleos tem maior efeito terapêutico do que a infusão da mesma planta, porque o ato de cheirar leva a ação do aroma para o cérebro, que governa as nossas funções corporais.
Não se deve esquecer de fazer uma pausa entre uma inspiração e expiração e vice-versa. Fazer o exercício três vezes para cada lado.
Imaginamos : “Estou desperto e vivo . “ ”Estou tranqüilo e descontraído. “ “ Estou à altura da minha tarefa.



RESPIRAÇÃO REFRESCANTE


A língua, enrolada no sentido longitudinal, é esticada bem para fora. Através dessa espécie de tubo, sorvemos suave e gostosamente o ar; detemo-nos um pouco e , em seguida, expiramos normalmente pelo nariz. Ao mesmo tempo, imaginamos um aroma refrescante ( limão, laranja, menta ) , mas podemos igualmente por uma gota dessas substâncias sobre a língua.
Fazer o exercício de três a cinco vezes.
Efeito : frescura quando o ar estiver muito quente; combate à agitação, à ira e ao aborrecimento.
Imaginamos : “Sinto-me refrescado e distante das coisas”.


A MASSAGEM AROMATERÁPICA



Quando usamos óleos para massagear, além de garantirmos a maior penetração na pele, há o efeito da própria massagem em si, e o efeito energético do toque.
Existem várias técnicas de massagem que podem ser utilizadas com óleos, a massagem indiana, shiatsu, interativa, energética, reflexologia.
Não vamos tratar dessas técnicas, pois as massagens podem variar de ritmos e movimentos mais leves, suaves e rítmicos a golpes mais pesados e amassamentos, trações, acupressuras, cada técnica com um objetivo bem definido.
Neste caso o objetivo é maximizar a terapêutica dos óleos essenciais, para tanto usaremos o mais suave dos movimentos a que chamamos de deslizamento, e amassamentos e compressões leves.
Deslizamentos - Devem ser suaves e superficiais, mesclados de movimentos mais profundos indo e vindo como um caminho de volta com as palmas das mãos. Melhoram a circulação venosa, descongestionando veias, acelera a circulação linfática e, principalmente tem efeito relaxante, acalmando os nervos .
Compressão - consiste em comprimir o músculo e depois soltá-lo, enquanto a outra mão faz a mesma coisa. Você deve usar as duas mãos inteiras. Faça amassamentos como se estivesse amassando um pão de forma lenta, suave e rítmica, sem tirar uma das mãos do corpo do paciente. Esse movimento melhora a circulação, facilita a eliminação de toxinas e reduz a fadiga.
Fricção - massagens profundas feitas de forma circular com a palma da mão, a polpa dos polegares e os dedos. Ajuda a eliminar o excesso de líquidos e estimula a circulação, ajuda a dissipar gordura e nódulos de tensão localizados .
Crie um clima aconchegante num ambiente tranqüilo. Você pode usar uma musica calma para aumentar o clima de relaxamento. Verifique se o paciente está deitado em posição confortável com a coluna reta.
Coloque um óleo essencial no difusor.
Prepare antecipadamente os aromas do óleo para massagem, de acordo com o caso do paciente. Passe sempre os óleos em suas mãos e não direto no paciente . Suas mãos e que devem levar o óleo ao corpo do paciente. Esfregue as mãos uma na outra. Comece a massagem com o paciente de barriga para o chão . Você irá começar a deslizar nos pés.
Comece deslizando em toda a planta dos pés fazendo uma compressão delicada em todos os dedos.
Sempre untando as mãos com os óleos comece a subir pelas pernas fazendo movimentos circulares até as coxas. Desça com a mão suavemente em movimentos circulares repita 5 ou 6 vezes o movimento. Fazendo também nas coxas uma série de amassamentos.
O ideal é começar com as pernas do tornozelo até o joelho e então trocar indo para a coxa esquerda e depois a direita. As nádegas podem ser massageadas com mais vigor, através de amassamentos e percussões ( pequenos tapinhas ).
Apoie as mãos na base da coluna, com os dedos voltados para os ombros e deslize suavemente pelos dois lados da coluna vertebral até a escápula (omoplata ) voltando ao ponto inicial. Repita movimento 4 a 5 vezes.
Empurre as mãos pelo meio da espinha e quando chegar próximo a cervical separe as mãos para a direita e esquerda fazendo um movimento circular na escapula. 4 ou 5 vezes.
Com as palmas das mãos você vai subir a mão esquerda lateralmente ao lado esquerdo da coluna , ao mesmo tempo que a mão direita faz o mesmo movimento na lateral direita do paciente. Subindo e descendo com suavidade por 4 ou 5 movimentos.
A região dos ombros, por ser mais tensa deve ser amassada como uma massa de pão suavemente . Deslize as duas mãos em toda a extensão das costas do paciente formando um grande 8 . Desça dos ombros para a região lombar com ambas as mãos uma em cada lateral das costas descrevendo vários pequenos círculos.
Peça para o paciente virar de costas para baixo.
Deslize em toda a extensão dos pés até os joelhos. Ao chegar nos joelhos faça fricções circulares .
Nas coxas faça amassamentos , fricções e rolamentos ( segurar as coxas com ambas as mãos e fazer movimentos de vai e vem como se estivesse parafusando e desparafusando. Na altura onde o peito começa (diafragma) coloque as duas mãos e massageie de cima para baixo lateralmente e depois na direção do umbigo.
Faça movimentos circulares por todo o abdome .
Os mesmos movimentos das costas servirão para o peito, lembrando no caso do paciente for mulher, não é necessário tocar os bicos dos seios . ( os bicos dos seios somente são tocados em massagens sexuais ).
Após terminado o peito massagear ambos os braços e mãos com amassamentos e compressões.
Para finalizar deslize suavemente as mãos pelo rosto começando pelo queixo , orelhas, maças do rosto. Faça pequena pressão com os dedos por todo e couro cabeludo.
Passe um pouco mais de óleo nas mãos e deslize pela testa .Aqueça as mãos friccionando uma nas outra e leve uma das mãos para a testa e outra para o umbigo.
Deixe suas mãos por alguns segundos enquanto deseja ao paciente muito amor, paz, e luz.

Óleos Essênciais - Receitas

FUMIGAÇÕES


Usada por sacerdotes, xamãs, feiticeiros em suas práticas e rituais. É a fumaça aromaterápica. Hoje em dia existem diversos tipos de difusores aromaterápicos. A oxidação dos óleos essenciais provocam a formação de baixas doses de ozônio natural, que se decompõe em oxigênio, semelhante ao processo que ocorre naturalmente nas florestas. Além da ação anti-séptica, descobriu-se uma forte ação no sistema respiratório de um modo geral. É indicado para casos de bronquite, asma, sinusite, dores de garganta, resfriados, para acalmar o sistema nervoso, para propiciar clima, ativa os centros psíquicos. É a maneira mais sutil de se utilizar os óleos essenciais, com efeitos na mente e na alma. Basta, para tanto colocar algumas gotas do óleo indicado no difusor.



INALAÇÃO


Indicada para problemas respiratórios e da garganta. 8 a 10 gotas de óleo essencial para uma bacia de água quente. Cobrir o rosto e a bacia com uma toalha e respirar profundamente.



BANHO DE VAPOR FACIAL


Coloque de 05 a 15 gotas de óleo essencial numa bacia de água quente, cubra a cabeça com uma toalha grande e deixe que o vapor desobstrua os poros de seu rosto. Adicione algumas gotas de 05 em 05 minutos num total de até 15 minutos.


COMPRESSA FACIAL


Coloque 05 gotas de óleo essencial numa bacia de água morna. Embeba um chumaço de algodão ou um pedaço de pano no líquido e aplique-o no rosto durante 05 minutos. Repita a operação até três vezes.



UNGÜENTOS


Medida para 30 ml’s :
1,5 ml’s de óleo essencial
22 ml’s de óleo vegetal ( preferência germe de trigo )
6,0 gr. de cera de abelha.



A cera deve ser derretida antes de misturar-se ao óleo. Esquente o óleo e a cera juntos em um prato colocado numa panela de água quente ( banho-maria) .
Quando a cera derreter tire o prato do fogo. Quando na beira do prato começar a se solidificar junte o óleo essencial, mexa e despeje num recipiente. Após isso coloque o recipiente em uma bacia de água fria.



CREMES


Para fazer creme utilize bases neutras, preferencialmente as que são utilizadas para florais de Bach.
100 g de creme neutro
10 a 40 gotas de óleo essencial



MÁSCARAS

Para limpar a face, nutrir e revitalizar a pele.

Num recipiente coloque algumas colheres de argila e mingau de aveia.
Acrescente um pouco de suco de fruta.
01 colher de chá de óleo de germe de trigo.
 05 gotas de óleo essencial.
Mexa e vá acrescentando água destilada, ou chá de ervas, até que a mistura atinja consistência.
Aplique no rosto com a ponta dos dedos e deixe secar por 15 minutos, no máximo.
Após os 15 minutos, retire cuidadosamente com uma esponja molhada. Passe água destilada no rosto para fechar os poros



BANDAGEM PARA O CORPO


Coloque um cobertor sobre a cama. Cubra-o com um plástico e coloque uma toalha grande por cima.
Junte de 10 a 15 gotas de óleo essencial num vaporizador. Misture bem.
Vaporize a mistura na toalha. Deite na toalha enrole-a no corpo com o plástico e o cobertor por cima. Respire e relaxe.



SABONETE EM BARRA


Derreta o sabão em banho maria
Um pouco de cera de abelhas
Misture o óleo essência e deixe esfriar numa forma




SHAMPOO


Você pode adicionar algumas gotas de óleo essencial num shampoo neutro ou preparar com a seguinte fórmula

60 % de sulfrax
30 % de água destilada
10 % de mel
óleo essencial




COMPRESSAS


Para problemas de pele, dores e feridas.
10 gotas de óleo essencial em 100 ml de água destilada. Molhar uma toalha na solução, colocando sobre o local.
Aquecer bem outra toalha e coloca-la na toalha com a solução.
Enrolar um cobertor no local e deixar por 02 horas.


ESCALDA PÉS


Para artrite, artrose e reumatismo.
10 gotas de óleo essencial na água quente, mergulhar os pés (pode mergulhar também as mãos ) e movimentar dentro da água por uns 15 minutos.
Enxugue bem e friccione no local e gotas do óleo essencial utilizado.


VELAS


Para propiciar clima.
Cera de abelha em banho maria.
Óleo essencial
Para dar cor, raspe ou mexa a solução ainda quente com giz de cera de abelha.




ÁGUA DE COLÔNIA



30 % de álcool de cereais.
70 % de água destilada.
Óleo essencial.





ALGUMAS MISTURAS MÁGICAS


menta com laranja - para clarear as idéias e os pensamentos.
patchuli com lavanda - para melhorar o humor, trazer alegria
ilangue-ilangue e laranja - resgata a magia pessoal e o potencial criativo.
ilangue-ilangue e limão - para obter versatilidade e liberdade.
patchuli e gerânio - para ter objetivos claros e definidos.
gerânio e lavanda - para depressão e circulação.
manjerona e lavanda - para controle emocional e físico.
camomila, gerânio e menta - para momentos de conflitos, para enfrentar melhor as situações.
lavanda, mandarina e camomila - para depressão, tensão nervosa.
menta e patchuli - para falta de interesse, descontentamento, sonolência.



RECEITAS PARA AUMENTAR SUA SATISFAÇÃO SEXUAL


Unção para o pênis e vagina
100 ml’s de água mineral
1 gota de óleo essencial de rosa
2 colheres de chá de mel
Misture bem de modo que a mistura fique espessa, mas líquida.



Ducha sensual para limpar e perfumar a vagina

1 gota de óleo essencial de rosa.
2 gotas de gerânio.
2 gotas de bergamota.
3 gotas de ilangue-ilangue.
100 ml’s de água mineral
Agite bem, depois coloque no recipiente com água morna.



Creme rinse para os cabelos

Use um creme rinse neutro e coloque :
5 gotas de bergamota
2 gotas de limão
3 gotas de laranja



Para deixar fragrância sensual e maciez na pele
100 ml’s de água mineral
20 ml’s de óleo de germe de trigo
3 gotas de óleo essencial de ilangue-ilangue
3 gotas de óleo essencial de patchuli
agite antes de usar.



Lingerie aromatizada

Adicione 10 gotas de ilangue-ilangue ou gerânio para 01 litro de água.
Agite bem.
Coloque o conteúdo na máquina ( tanque ) para o enxágüe final.
Não torça a lingerie após a lavagem, para não evaporar o aroma.


Solução bucal
100 ml’s de água mineral
1 gota de rosa
2 gotas de bergamota
Agite bem.


Óleo de corpo para o amor

60 ml’s de base de óleo de corpo
1 gota de óleo de rosa
2 gotas de gerânio
4 gotas de ilangue-ilangue
2 gotas de lavanda.

Óleos Essênciais - Os Aromas

 

ALCARAVIA : problemas digestivos e intestinais, aerofagia, acúmulo de gases, fermentação, enxaqueca digestiva, sarna, estimulante respiratório e cardíaco.

ALECRIM : anti-depressivo, rejuvenescedor, indicado para peles secas, queda de cabelos, dores musculares, circulação, asma, problemas do coração, vesícula, artrite, acne, proteção contra magia negra, memória fraca, atua no corpo astral, para banhos rituais, estafa, para destruir o ódio e dominar o medo.
ANIS : aumenta o leite da nutriz, afrodisíaco, impotência, frigidez, epilepsia, enxaqueca, expectorante, diurético, estimulante respiratório e cardíaco, estomáquico, alterador de consciência.
ARTEMÍSIA : aumenta os poderes psíquicos, regula o ciclo feminino, associada a Lua, histeria, convulsão, epilepsia, vômito nervoso, fluxos menstruais escassos, vermífuga, amenorréia, dismenorréia, antiespasmódica.
BERGAMOTA : anti-séptico, cólicas, infeções e parasitas intestinais, estomatite, cuidados com a pele, bronquite, câncer uterino, psoríase, difteria, halitose, leucorréia, problemas respiratórios, herpes, acne, dispepsia. BÉTULA : reumatismo, artrite, dores musculares e articulares, cálculo renal, colesterol, celulite, obesidade, cistite, diurético, elimina toxinas, estimula a formação de glóbulos brancos aumentando a imunidade, stress, cansaço.
CAMOMILA : calmante, analgésico, alergia, anemia, insônia, enxaqueca, menopausa, cistite, depressão, colite, dermatite, traz compreensão espiritual, rejuvenescimento, acalma a mente, energiza o plexo solar, controla as emoções.
CANELA : estimulante, parasiticida ( piolhos, sarna, etc.) cobreiro, reumatismo, artrite, cistite, cálculo renal, colesterol, atua na elevação do intelecto.
CEDRO : cistite, asma, bronquite, catarro, relaxante muscular, seborréias, queda de cabelos, para relaxamento profundo, ansiedade, ioga, meditação, misericórdia, perdão.
CIPRESTE : varizes, celulite, hemorróidas, sangramento nasal, transpiração excessiva, asma, tosse, caspa, reumatismo, retenção de água, medos, desconfianças, medo de fracassar. Para trabalhar perdas, mortes, desapego.
CITRONELA : desodorante, repelente de insetos, estimulante, ótimo para colocar em banheiros e lixeiras, onde há necessidade de saneamento, epidemias, anti-séptico.
CRAVO : afrodisíaco, estimulante, parasiticida, estomáquico, para vias respiratórias, dor de dente, impotência, memória fraca, falta de energia, garganta , tosses alérgicas, mau hálito, meditação .
EUCALIPTO : ajuda a eliminar o calor, inflamações, gripe, coriza, rinite, sinusite, tosse, cistite, asma, bronquite, reumatismo, ciática, nevralgias, desequilíbrio energético, traz inspiração, para aceitação de novos valores, para mudanças.
FUNCHO (ERVA-DOCE) : no Egito era usado para proteção de espíritos malignos. Flatulência, amenorréia, obesidade, cálculos renais, laxante, diurético, leite insuficiente, problemas na menopausa, aperitivo.
GENGIBRE : afrodisíaco, asma, bronquite, vias respiratórias, vias urinárias, dores musculares, sistema neuro-vegetativo, garganta, enxaqueca, diarréia, febre, impotência, aroma quente, energizante físico-sexual.
GERÂNIO : adstringente, para cálculo renal, dor de garganta, tensão nervosa, depressão, cicatrizante, anti-diabético, aumenta a confiança, icterícia, antinflamatório, ansiedade, diarréia, desperta potencial criativo, para o ato de entrega, união yin/yang, estimulante, animador, herpes-zoster, dermatites.
HORTELÃ (MENTA) : descongestionante, analgésico, para dores musculares, vias respiratórias, sinusite, neurastenia, anti-depressivo, refrescante, cansaço, febre, catarro, clareia as idéias, afasta o mal, atrai coisas boas, acalma os nervos, para estafa e cansaço mental, acne, dermatites, laringite.
ILANGUE-ILANGUE : A flor das Flores. Afrodisíaco, estimulante, anti-depressivo, animador, regula o fluxo de adrenalina, impotência, frigidez, menopausa, raiva, medo, frustração, para pressão alta . Utilizada em rituais de sexo.
LARANJA : digestivo, animador, clareia a mente e as idéias, cólicas digestivas, ansiedade, histeria, anti-depressivo, acidez, dermatites, diurético.
LAVANDA : calmante, cicatrizante, picada de insetos, hipertensão, anti-depressivo, pele oleosa, metabolismo, enxaqueca, queimaduras, T.P.M., retenção de líquidos, flatulência, melhora as finanças, tranqüiliza os relacionamentos, acumulador de energia.
LIMÃO : anti-reumático, para afinar o sangue, hepático, irritações de pele, arteriosclerose, refrescante, calmante, traz otimismo, ajuda a soltar o que está preso, células mortas, verrugas, varizes, herpes, oleosidade da pele, dores em geral.
MANDARINA : má digestão, gases, estimulante do corpo e mente, histeria, insônia, desgosto, tensão, retenção de água, obesidade, sistema linfático, traumas emocionais, frieiras, organiza a mente, para perdas do passado.
MANJERICÃO : doenças estomacais, dismenorréia, atua no sistema nervoso central, anti-depressivo, afecções das vias urinárias e respiratórias, auxilia no parto, soluço, gota, otite, enxaqueca, fadiga mental, consagrado a Krishna e Vishnu.
MANJERONA (ORÉGANO) : prisão de ventre, analgésico, calmante, nevralgia, pressão alta, ansiedade, debilidade, insônia, irritabilidade, laxante, para dores em geral, tensão nervosa.
NERÓLI : depressão, medo, afrodisíaca, desodorante, para pele, choque emocional, insônia, palpitações, ativa o chacra cardíaco, diarréia crônica, elimina as células velhas e estimula o crescimento de novas.
OLÍBANO : asma, bronquite, catarro, falta de ar, pele envelhecida, problemas mentais, hipertensão, estimula o terceiro olho, elevação espiritual, inflamações, purificador, falta de decisão, pânico, medo de público, relaxamento.
PATCHOULY : para quaisquer cuidados com a pele e o corpo, descongestionante, impetigo, regenerador de tecidos, caspa, obesidade, retenção de líquidos, ansiedade, depressão, rejuvenescimento, afrodisíaco, traz lembranças da juventude, estimula a inteligência.
PIMENTA : estimulante, tônico, afrodisíaca, tônico do sistema digestivo e nervoso, conforta, aquece, estimula o chacra básico, analgésico, febre, resfriado, dores musculares, gonorréia, impotência, falta de amparo, dores de dentes, dores reumáticas, intoxicação alimentar, perda de apetite, para praticar esportes ( aquecimento), tosse, gripe, catarro.
ROSA : anti-depressiva, afrodisíaca, tônica, frigidez, náusea, insônia, desgosto, choques emocionais, pele envelhecida, eczemas, pele sensível, regula o sistema reprodutor feminino, impotência, tristeza, tensão, estimula o chacra cardíaco, revigora a mente, expressa o amor, sensualidade, sedução, sutileza , magia.
SALVIA ESCLARÉIA : estimula o crescimento, regula os hormônios, T. P. M. , frigidez, ajuda no parto, cãibras, distensão muscular, asma, enxaqueca, transpiração excessiva, calma e reflexão no pânico, medo de mudanças, garganta.
TEA TREE : feridas, cortes, arranhões, pruridos, vaginite, afta, herpes labial, calo, verrugas, fungos, congestão nasal, gengivite, odor fétido nos pés, ajuda a ter os pés no chão, para o sistema respiratório, asma, bronquite, tuberculose, caspa.
TOMILHO : astenia, anemia, problemas respiratórios, má-digestão, reumatismo, acne, dermatite, insônia, palpitações, doenças infecciosas, metabolismo, centros vitais, micoses, picadas de insetos, para controlar emoções, fortalece os nervos.
VERBENA : nervosismo, estimulante do fígado e da digestão, refrescante, taquicardia, insônia, melhora a concentração, sistema neurovegetativo, calmante, pele oleosa, estômago, febrífugo.
VETIVER : estimula glóbulos vermelhos, , aumenta a circulação e a imunidade, dores musculares, calmante, impotência, frigidez, elevação da mente, inspiração, paciência, movimentos harmônicos, resgata o entendimento.