Ocorreu um erro neste gadget

Tradutor

domingo, 31 de julho de 2011

Para alegrar a sua vida ( videos )

Os Deuses na Wicca ( VK )


Na WICCA , o envolvimento com os DEUSES ocorre de uma forma muito distinta e harmônica. Para nós os DEUSES nao sao intocáveis, distantes, ou castradores, pelo contrário, eles sao como nós, interagem conosco em todos os campos de nossa vida, conhecem o nosso lado sombras e o nosso lado luz e nos auxiliam a manter o equilíbrio de ambos, sem julgamentos ou condenaçoes, o que acontece é que cada ato tem um peso, e esse peso pode ser bom ou nao para o convívio com os Deuses. 
Nós nao tememos os Deuses, nós apenas os respeitamos, nós possuímos cada divindade dentro e fora de nós, por isso, o respeito que temos pelos DEUSES deve ser o mesmo que temos por nossos irmaos. Uma característica marcante dos Wiccanos é sua forma de interagir com os Deuses, nós nao ajoelhamos para falar com eles, nós nao abaixamos a cabeça, ou temos qualquer atitude de submissao, pois nao há necessidade, eles sao nossos pais, criadores, irmaos, amigos, eles sao cada um de nós e o AMOR que temos por eles nos dá total consciencia que o respeito está exatamente em amá-los e cultua-los como parte de nós. Mas uma coisa deve ficar clara, os DEUSES nao sao sempre amáveis e “bonzinhos”, eles fazem o que tem de ser feito, e se os desrespeitarmos iremos sofrer conseqüencias por tais atos, um bom exemplo é invoca-los em um RITUAL por pura brincadeira e sem uma devida necessidade. Outra coisa a ser dita é: “Cuidado com o que voce pede aos Deuses, pois eles podem atender...”. Logo, estudem e conheçam os DEUSES internamente.

sábado, 30 de julho de 2011

Ritual da Vela

Na Arte, as Velas são usadas para aumentar o poder de um encantamento, ou para influenciar um poder em particular. Elas simbolizam a transformação da vontade em energia, elevando-a ao Plano Astral. Você pode notar que enquanto a Vela é consumida, ela vai desaparecendo, evaporando-se.

As velas são por vezes usadas juntamente com ervas e outros auxiliares dos encantamentos, todos apontando para um objetivo em comum. Escolha a vela correspondente ao seu objetivo e com o seu Athame, grave nela os seus desejos. Para isso você pode usar siglas, símbolos, abreviações e tudo o mais que lhe convier. Depois use um óleo apropriado para ungir a vela, qualquer óleo que tenha o objetivo em comum com o do encantamento. Não unte o pavio da vela.

Para untar uma vela, use a Mão do Poder, é a mão que você mais usa, esfregue a vela com movimentos circulares ou em espiral. Se você deseja que alguma coisa venha até você, esfregue a vela da ponta para a base. Se deseja remover alguma coisa, esfregue da base para a ponta. Role a vela sobre as ervas correspondentes e finalmente coloque-a no castiçal.

Suspenda as mãos ao lado da vela, mentalmente envie seus desejos para ela e acenda a vela dizendo: "Vela de poder, Vela de força, crie os meus desejos aqui, nessa noite. Poder flua do fogo desta Vela. Atenda o desejo de meu coração, as minhas palavras tem força, a vitória esta ganha. Assim digo, Assim seja! Este encantamento está feito".

A Vela não pode ser apagada, deve arder até o fim. É normal que ela evapore totalmente, mas caso haja resíduos, retire-os com o Athame, cuidadosamente e jogue-os em Água corrente ou aos pés de uma Árvore, ou jardim.

Magia das Velas - Aromas

Velas perfumadas: Os aromas permitem que a cor some-se à força que imprime cada essência. Os aromas atuam sobre nosso sistema nervoso, inclusive estimulam as distintas funções do organismo a nível sensorial e extra-sensorial.
Florais: provocam sentimentos de alegria, amor e serenidade.
Amadeirados: para trabalho, dinheiro e profissão.
Especiarias: alecrim - protetor e revitalizante,  menta- estimula e refresca. 
Cítricos: podem ajudar a baixar a pressão sangüínea, são tonificantes do estômago e acalmam os nervos. Experimente o efeito revigorante, refrescante e ao mesmo tempo, calmante dos aromas de laranja e mandarina.
Sândalo: Sinta que a tensão nervosa desaparece e substituída por uma relaxante sensação de tranqüilidade e bem estar. Está indicado para o trabalho e dinheiro. Quando estamos tranqüilos o Universo flui em bendições para nós.
Pinho: Acenda sua vela em um destes pequenos fornos de cerâmica, onde se agrega óleo, e sinta como o stress e a confusão mental desaparecem. O fresco aroma das madeiras de pinho, melhora muitas doenças, como  reumatismo, resfriados, tosse e dor de garganta. Os músculos doloridos se relaxam. 
Lavanda: Sinta o ar mais leve e o espírito elevado. Muito eficaz para dores de cabeça provocada por olho gordo   Também pode ser usada no dormitório das crianças quando estão doentes. Outra maneira de eliminar a dor de cabeça, no ato, é  usar um raminho de lavanda fresca sobre a testa. Mergulhe-a previamente em água fria e aplique diretamente sobre a frente, olhos, alto da cabeça e nuca.
Limão: Verá como desaparecem os insetos, ao mesmo tempo que sente a frescura da fragrância de limão. Empregado para acalmar os nervos e aliviar dores de cabeça depois de um dia de stress.
Eucalipto: Acenda sua vela e note que como fica mais fácil respirar à medida que se espalha a essência de eucalipto. Resolvem os conflitos e ansiedade, favorecem a claridade de pensamento.
Velas de gel: Não são as mais indicadas para pedidos, porém servem para tudo que seja a busca do equilíbrio energético ou em trabalhos com a aura humana, desde que se saiba onde deve buscar o equilíbrio.

Magia das Velas - Mensagens das Velas

VELA QUE NÃO ACENDE PRONTAMENTE
O Anjo pode estar tendo dificuld
Velas perfumadas: Os aromas permitem que a cor some-se à força que imprime cada essência. Os aromas atuam sobre nosso sistema nervoso, inclusive estimulam as distintas funções do organismo a nível sensorial e extra-sensorial.
 
Florais: provocam sentimentos de alegria, amor e serenidade.
Amadeirados: para trabalho, dinheiro e profissão.
Especiarias: alecrim - protetor e revitalizante,  menta- estimula e refresca. 
Cítricos: podem ajudar a baixar a pressão sangüínea, são tonificantes do estômago e acalmam os nervos. Experimente o efeito revigorante, refrescante e ao mesmo tempo, calmante dos aromas de laranja e mandarina.
Sândalo: Sinta que a tensão nervosa desaparece e substituída por uma relaxante sensação de tranqüilidade e bem estar. Está indicado para o trabalho e dinheiro. Quando estamos tranqüilos o Universo flui em bendições para nós.
Pinho: Acenda sua vela em um destes pequenos fornos de cerâmica, onde se agrega óleo, e sinta como o stress e a confusão mental desaparecem. O fresco aroma das madeiras de pinho, melhora muitas doenças, como  reumatismo, resfriados, tosse e dor de garganta. Os músculos doloridos se relaxam. 
Lavanda: Sinta o ar mais leve e o espírito elevado. Muito eficaz para dores de cabeça provocada por olho gordo   Também pode ser usada no dormitório das crianças quando estão doentes. Outra maneira de eliminar a dor de cabeça, no ato, é  usar um raminho de lavanda fresca sobre a testa. Mergulhe-a previamente em água fria e aplique diretamente sobre a frente, olhos, alto da cabeça e nuca.
Limão: Verá como desaparecem os insetos, ao mesmo tempo que sente a frescura da fragrância de limão. Empregado para acalmar os nervos e aliviar dores de cabeça depois de um dia de stress.
Eucalipto: Acenda sua vela e note que como fica mais fácil respirar à medida que se espalha a essência de eucalipto. Resolvem os conflitos e ansiedade, favorecem a claridade de pensamento.
Velas de gel: Não são as mais indicadas para pedidos, porém servem para tudo que seja a busca do equilíbrio energético ou em trabalhos com a aura humana, desde que se saiba onde deve buscar o equilíbrio.
ades para ancorar. O astral ao seu redor pode estar poluído.

VELA QUEIMANDO COM LUZ AZULADA
Indica a presença de Anjos e Fadas. É um bom sinal.

CHAMA VACILANTE
O Anjo demonstra que, devido às circunstâncias, seu pedido terá algumas mudanças.

CHAMA QUE LEVANTA E ABAIXA
Você está pensando em várias coisas ao mesmo tempo. Sua mente pode estar um pouco tumultuada.

CHAMA QUE SOLTA FAGULHAS NO AR
O Anjo colocará alguém no seu caminho para comunicar o que você deseja. Poderá ter algum tipo de desapontamento antes do pedido ser realizado.

CHAMA QUE PARECE UMA ESPIRAL
Seus pedidos serão alcançados, o Anjo já está levando sua mensagem.

PAVIO QUE SE DIVIDE EM DOIS
O pedido foi feito de forma dúbia.

PONTA DO PAVIO BRILHANTE
Você terá muita sorte e sucesso em seu pedido.

VELA QUE CHORA MUITO
O Anjo sente dificuldades em realizar seu pedido.

SOBRA UM POUCO DE PAVIO E A CERA FICA EM VOLTA
O seu Anjo está precisando de mais orações.

A VELA SE APAGA
O Anjo ajudará na parte mais difícil do pedido, o resto cabe a você resolver.
Como é sempre dito, preste muito atenção nas mensagens que os Anjos nos enviam a todo momento, elas são importantes, muito importantes.

Magia das Velas - Suas Cores





  • BRANCA - É a mistura de todas as cores. Alinhamento Espiritual, Limpeza, Saúde, Verdade, Poder, Pureza, Grandes Realizações, Totalidade. Usada em Rituais que envolvam Energia Lunar.
  • AMARELA - Intelecto, Criatividade, Unidade, trazendo o poder da concentração e da imaginação para o Ritual, use em Rituais onde você deseja obter de outros uma confidência ou persuadir alguém. Simboliza também a Energia Solar. Ação, atração, Inspiração e Mudanças Súbitas.
  • ROSA - Favorece o romance, a amizade, é uma cor usada em Rituais para desenvolver sentimentos amorosos, cor da feminilidade, honra, serviço e favorece o diálogo em mesa de refeição familiar. Despertar Espiritual, Cura de Espírito e Comunhão.
  • VERMELHA - Saúde, Energia, Potência Sexual, Paixão, Amor, Fertilidade, Força, Coragem, Vontade de Poder, aumenta o magnetismo em um Ritual. Energia dos Signos de Áries e Escorpião.
  • PRATEADA OU CINZA CLARO - Remove a negatividade encoraja a estabilidade, ajuda a desenvolver as habilidades psíquicas. Atrai a Energia da Grande Mãe, Vitória, Meditação, Poderes Divinos Femininos.
  • ROXA OU PÚRPURA - Poder, Sucesso, Idealismo, Progresso, Proteção, Honras, Quebra de má sorte, Afasta o mal, Adivinhação, Altas manifestações psíquicas, ideal para Rituais de independência, contato com as Entidades Astrais. Energia de Netuno.
  • MAGENTA - Combinação de vermelho com violeta, esta cor oscila com alta freqüência, para Rituais que necessitem de uma ação rápida ou um poder bem elevado, ou uma saúde espiritual urgente, rápidas mudanças, cura espiritual e exorcismo.
  • MARROM ou CASTANHO - Cor da Terra, equilíbrio, para Rituais de força material, elimina a indecisão, atrai o poder de concentração, estudo, telepatia, sucesso financeiro. Serve também para encontrar objetos que foram perdidos.
  • ÍNDIGO - Cor da inércia, para parar pessoas ou situações, use em um ritual que requeira um elevado estado de meditação, neutraliza a magia lançada por alguém, quebra maledicência, mentiras ou competição indesejável. Equilíbrio do Karma. Energia de Saturno.
  • AZUL ROYAL - Promove a alegria e a jovialidade, use-a para atrair a Energia de Júpiter ou para qualquer Energia que você queira potencializar.
  • AZUL CLARO - Cor espiritual, ajuda nas meditações de devoção e inspiração. Traz Paz e tranqüilidade para a casa, irradia a Energia do Signo de Aquário, sintetiza as situações.
  • AZUL - Cor primária e espiritual para os Rituais que necessitam de harmonia, luz, paz, sonhos e saúde. Simboliza a verdade, inspiração e sabedoria, poder oculto, proteção, compreensão, fidelidade, harmonia doméstica e paciência.
  • VERDE CLARO - Importante componente num Ritual Venusiano, atrai o amor, fertilidade e relação social.
  • VERDE ESCURO - Cor da ambição, cobiça, inveja e ciúme, coloca as influências destas forças num Ritual.
  • VERDE - Promove prosperidade, fertilidade, sucesso, abundância, generosidade, casamento, equilíbrio, estimula Rituais para a boa sorte, dinheiro, harmonia e rejuvenescimento.
  • CINZA - Cor neutra. Ajuda a meditação, na magia, esta cor simboliza confusão, mas também nega ou neutraliza a influência negativa.
  • PRETA - Abre os níveis do inconsciente, usada em Rituais para induzir um estado de meditação, simboliza também a negatividade à ser banida. Nos casos de Rituais de devolução, reversão, desdobramento, anulação de forças negativas, discórdia, proteção, libertação, repele a magia negra e formas mentais negativas. Energia de Saturno.

Magia das Velas - Segundo a forma

Velas quadradas: Mobilizam energias e propostas de teor material. Quando buscamos cimentar algo prático e objetivo. Agrega solidez e força.
Velas cilíndricas: São elementos de força que promovem a elevação, geram a sensação de superação. Usadas para crescimento e  orientação. Ideais para superar limites e purificação espiritual.
Velas redondas: Ativam e facilitam as mudanças. Acender uma vela redonda serve para dar uma injeção de vigor a uma situação que encontra-se adormecida. Uma carga de energia.
Velas triangulares ou hexagonais: Quando apresentam ângulos muito marcados geram uma energia de luta e combate. Pode-se usar para vencer uma chttp://www.youtube.com/watch?v=WN4bYkbniVgoncorrência ou para superar o outro em uma disputa comercial ou judicial.
 Velas espiraladas: Quando se busca maior objetividade em assunto em que a fantasia está mesclada com a realidade. As que apresentam a forma de caracol são usadas para claridade mental e sabedoria  interior.
Velas  de mel: Sugerem doçura e harmonia. Indicadas para cumprir desejos de sintonia de casal e para criar bons laços de trabalho.
Velas com símbolos orientais: Quase todos eles são indicados para a prosperidade, sabedoria, saúde, paz e amor. Enquanto se queiman vão ativando distintos símbolos ou setores de nossa vida.
 Velas animal-print:  As que são estampadas com texturas de animais selvagens são indicadas para sexualidade e potenciam a libido. 
Velas frutais: São ótimas para indicar a melhor solução ante problemas de trabalho ou de resolução  profissional. 
Velas Flutuantes: Somente se utilizam para propósitos sentimentais em uma relação estável ou para espalhar amor na família.  Devem ser acendidas entre às 12hs e 18hs, durante o dia, enquanto rege o elemento sol para receber toda a força e energia. Caso queira fazer um jantar à luz de velas flutuante pela noite, basta colocar o recipiente com a água em pleno sol por cerca de duas horas e depois colocar as velas flutuantes acesas nesta água.

Magia das Velas I

Desde a antiguidade a chama era o símbolo da fonte de luz, conforto e bem estar para o homem. Usada largamente principalmente em templos, no antigo Egito em rituais sagrados. Os Celtas também utilizavam as velas em diversos rituais, mormente os que brindavam o início das estações do ano, como a primavera. As luzes primitivas eram obtidas de lascas de pinheiros e outras madeiras resinosas. Esses materiais combustíveis embebidos em gordura animal, óleo ou sebo, serviam como tochas. Vários materiais foram usados para essa finalidade, mas o que se revelou mais próprio para o uso imediato foi a vela primitiva, que era feita de um pavio de estopa, ou da essência seca de hastes de gramínaceas ou ainda juncos, embebidos em cera ou sebo.

Em função da importância na vida diária, as velas acabaram rodeadas de mitos e lendas. Através dos tempos ela foi se transformando num símbolo de iluminação, sabedoria, conhecimento e elo de ligação com a Divindade, enquanto a escuridão simbolizava as trevas, a ignorância e a falta de clareza.

Acender velas é uma das mais antigas e mais usadas artes mágicas. A maioria das pessoas, em alguma ocasião já praticou a magia das velas. Até num singelo ato de apagar velinhas de um bolo de aniversário e fazer um pedido.

Na religião católica usa-se a vela em quase todos os sacramentos, no batismo por exemplo, ela simboliza Jesus ressuscitado que vence a escuridão do túmulo e das trevas, simboliza a união do batizado com Jesus recebendo a vida nova de Deus, como uma vela recebe a vida ao ser acesa em outra.
O elemento fogo, através de seus elementais da natureza, as Salamandras, tem o poder alquímico de transmutação e transformação de energia.

No seu dia-a-dia, você poderá estar praticando a magia das velas para transmutação de energia ou ainda obter ajuda para alcançar algo especial. Utilize sempre a cor correta para um objetivo definido e não esqueça também de observar a fase da lua:
- Minguante: Para afastar doenças e más influências.
- Crescente: Para prosperidade e crescimento em qualquer área.
- Cheia: Para o amor, uniões, sociedades e expansão de negócios
- Nova: Para atividades novas, notícias esperadas e comunicação em geral.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Desabafo - O RIO DE JANEIRO DE ABSURDOS

GENTE PRECISEI COLOCAR ESSAS MATÉRIAS A NÍVEL DE DESABAFO.  COMO UM GOVERNO QUE NÃO PODE DAR UM SALÁRIO DIGNO AOS PROFESSORES ( NOSSOS FORMADORES DO AMANHÃ ) E PODEM GASTAR MILHÕES EM POUCAS HORAS PARA FAZER UMA MERDA DE SORTEIÓ, É ISSO MESMO, ENQUANTO A POPULAÇÃO DO RIO ESTÁ MORRENDO EM PORTAS DE HOSPITAIS, SEM EDUCAÇÃO AO UMA MORADIA DIGNA, O GOVERNO ESBANJA O DINHEIRO DO CONTRIBUINTE.  SE AO MENOS O DINHEIRO DOS IMPOSTOS FOSSEM  GASTO REALMENTE COM A POPULAÇÃO, REVERTIDO EM MELHORIAS AS COISAS IRIAM MELHORAR E MUITO, MAIS O GOVERNO PREFERE COBRAR IMPOSTOS DE DOIDO, SÓ MESMO ESSE TERMO PARA QUALIFIUCAR POR EXEMPLO, PAGAR  QUASE 75% DO PREÇO DE UM BISCOITO CREAM CRAKER EM IMPOSTOS, JÁ IMAGINOU COMO AS COISAS IRIAM FICAR MAIS BARATAS SE A MORDIDA DO LEÃO NÃO FOSSE TÃO GRANDE?!
PARABÉNS NO DIA 30 DE MAIO VOCÊS PAGARÃO TODOS OS IMPOSTOS PELO RESTO DO ANO, ISSO MESMO, TRABALHAMOS PRATICAMENTE 5 MESES OS QUAIS O "DINHEIRO É PARA PAGAR OS IMPOSTOS ".

SORTEIO DA COPA TERÁ R$30 MILHÕES DE GOVERNO E PREFEITURA DO RIO

O primeiro evento da Copa de 2014 no Brasil, o Preliminary Draw, terá custo de R$ 30 milhões de reais. Embora a festa seja da Fifa, as despesas serão pagas pelo governo do estado e prefeitura do Rio de Janeiro, informou o portal de notícias UOL.

A organizadora do sorteio da Copa, Geo Eventos, empresa das organizações Globo, confirmou a participação da cantora Ivete Sangalo e da Orquestra Sinfônica de Heliópolis para os concertos musicais, além de Galvão Bueno, Tadeu Schmidt e Fernanda Lima para apresentação do espetáculo, que acontece no próximo sábado, 30 de julho, na Marina da Glória, Rio de Janeiro. ( http://www.copa2014.org.br/noticias/7584/SORTEIO+DA+COPA+TERA+R+30+MI+DE+GOVERNO+E+PREFEITURA+DO+RIO.html )

SANTOS DUMOND FECHARÁ POR 4 HS PARA NÃO ATRAPALHAR SORTEIO DE COPA 2014

Pela proximidade com a Marina da Glória, onde acontecerá o sorteio das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2014, o Aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio de Janeiro, ficará sem funcionar das 14h às 18h do próximo sábado. Os 42 voos marcados para o local serão transferidos para o Aeroporto Internacional Tom Jobim, na zona norte da cidade.
De acordo com a assessoria de imprensa da Infraero, a medida foi tomada após um pedido do Comitê Organizador Local da Copa do Mundo de 2014 (COL). O barulho incessante de aviões chegando e saindo do Santos Dumont e uma possível interferências causada pelas aeronaves atrapalhariam a transmissão do evento para mais de 200 países.
A cerimônia é tida pela Fifa como o "pontapé inicial" do torneio que acontece daqui a três anos. Durante a presença da reportagem do Terra no palco onde acontecerá o sorteio, foi possível perceber que o barulho dos aviões é mesmo constante e bem alto na tenda construída no local.
A Infraero informou ainda que a decisão aconteceu após uma reunião com a presença de membros da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), das companhias aéreas e de todas agências reguladoras da aviação nacional.
Apesar de não receber voos, o terminal de passageiros do Aeroporto Santos Dumont funcionará normalmente durante as quatro horas de paralisação no próximo sábado.  ( http://esportes.terra.com.br/futebol/brasil2014/noticias/0,,OI5262545-EI10545,00-Santos+Dumont+fechara+por+h+para+nao+atrapalhar+sorteio+da+Copa.html )
 

Desabafo - REHAB ( AMY WINEHOUSE )

NÃO SOU FÃ DA AMY WINEHOUSE E NEM PRETENDO SER DEPOIS DE MORTA, MAS POR TAMANHA REPERCUSSÃO QUE HOUVE PELA MORTE DELA, RESOLVI DAR UMA PESQUISADA, POIS MUITOS FALARAM SOBRE, MAS QUEM FOI REALMENTE ESSA MULHER QUE TEVE O MUNDO AOS SEUS PÉS E FOI CONSUMIDA PELAS DROGAS.  SE O QUE DIZEM É VERDADE ( QUE AS LETRAS DELA ERA UMA EXPERIÊNCIA DA PRÓPRIA VIDA DELA ), ELA EM SUAS MÚSICAS PEDIA AJUDA, MAIS COMO A MAIORIA DAS PESSOAS COM DEPEDÊNCIA QUÍMICA ( NÃO SOU UMA EXPERT ) ACREDITA QUE PODE CONTROLAR.  COLOQUEI ABAIXO A LETRA DELA QUE MAIS ME CHAMOU ATENÇÃO E AS PARTES EM VERMELHO  AO MEU VER É UMA PEDIDO DE AJUDA.  LEIA E DEPOIS TIRE SUAS PRÓPRIAS CONCLUSÕES.
PS: SE VC TIVER EM CASA OU UM AMIGO QUE TENHA ESSA DOENÇA, PROCURE AJUDA E NÃO VIRE AS COSTAS, POIS SEM VC, ELE NUNCA PODERÁ SAIR DESSA SOZINHO.
REABILITAÇÃO
Tentaram me mandar pra reabilitação
Eu disse "não, não, não"
É, eu estive meio caída, mas quando eu voltar
Vocês vão saber, saber, saber
Eu não tenho tempo
E mesmo meu pai pensando que eu estou bem;
Ele tentou me mandar pra reabilitação
Mas eu não vou, vou, vou

Prefiro ficar em casa com Ray (Charles)
Não posso ficar 70 dias internada
Por que não há nada
Não há nada que possam me ensinar lá
Que eu não possa aprender com o Sr. (Donny) Hathaway

Não aprendi muito na escola
Mas sei as respostas não estão no fundo de um copo

Tentaram me mandar pra reabilitação
Eu disse "não, não, não"
É, eu estive meio caída, mas quando eu voltar
Vocês vão saber, saber, saber
Eu não tenho tempo
E mesmo meu pai pensando que eu estou bem;
Ele tentou me mandar pra reabilitação
Mas eu não vou, vou, vou

O cara disse: "Por que você acha que está aqui?"
Eu disse "não faço idéia
Eu vou, vou perder meu amor
Então eu sempre mantenho uma garrafa por perto"
Ele disse "acho que você só está deprimida,
Me dê um beijo aqui, amor, e vá descansar"

Tentaram me mandar pra reabilitação
Eu disse "não, não, não"
É, eu estive meio caída, mas quando eu voltar
Vocês vão saber, saber, saber

Eu não quero beber nunca mais
Eu só oh, só preciso de um amigo
Não vou desperdiçar dez semanas
Pra todo mundo pensar que estou me recuperando

Não é só meu orgulho
É só até essas lágrimas secarem

Tentaram me mandar pra reabilitação
Eu disse "não, não, não"
É, eu estive meio caída, mas quando eu voltar
Vocês vão saber, saber, saber
Eu não tenho tempo
E mesmo meu pai pensando que eu estou bem;
Ele tentou me mandar pra reabilitação
Mas eu não vou, vou, vou

domingo, 24 de julho de 2011

Religião é diferente de Espiritualidade?

:: Osvaldo Shimoda ::

O rótulo religioso não passa de uma experiência transitória em determinada época do curso ascensional do espírito eterno.
Ramatis


As religiões praticaram atrocidades no mundo todo, sempre em nome de Deus e da fé.
Na inquisição, filósofos e cientistas como Giordano Bruno, Copérnico e Galileu Galilei, que se opuseram à visão geocêntrica, foram perseguidos pela Igreja Católica a qual, em defesa de seus dogmas, acusou-os de heresia ou bruxaria junto de inúmeras outras pessoas, muitas das quais foram queimadas na fogueira.
Por questões religiosas, nas guerras santas, travaram-se violentas e sangrentas batalhas, onde também inúmeras vidas foram ceifadas. Atualmente, os conflitos entre judeus, cristãos e muçulmanos, no Oriente Médio, ameaçam a Paz Mundial. Com freqüência, vemos nos noticiários explosões de bombas em igrejas, mesquitas e sinagogas.
Ainda no campo religioso, vemos também o crescimento das Igrejas Evangélicas, cada uma interpretando a Bíblia do seu modo, e a crescente mercantilização da fé.

Apesar dos grandes avatares como Sidarta Gautama (Buda), Jesus, Krishna, Maomé e Moisés, entre outros, terem trazido grandes avanços à humanidade, muitos de seus seguidores acabaram deturpando a proposta original desses mestres.
No movimento espírita, no entanto, apesar do imenso respeito e de reconhecer e me identificar com as obras de Kardec, de acordo com a minha experiência no consultório com as manifestações espirituais de meus pacientes (conduzi até hoje mais de 9000 sessões de regressão), sou obrigado a discordar em parte da sua metodologia no tratamento da desobsessão espiritual.

Nos centros espíritas kardecistas, é comum os médiuns da casa não deixarem o obsidiado saber quem é o seu obsessor espiritual e o que fez com ele, ou seja, qual o prejuízo que lhe causou na vida passada. A alegação para isso é que se o obsidiado souber o que fez ao ser espiritual obsessor, irá gerar uma animosidade entre as partes envolvidas, podendo aumentar o ódio do obsessor espiritual, bem como a culpa e o remorso do obsidiado.
Em tese, essa alegação parece ter fundamento, mas, em minha prática clínica, ocorre justamente o contrário, pois quando o paciente entra em contato com o seu obsessor espiritual, conversa com ele, e fica sabendo do mal que lhe causou numa vida passada, isso facilita -e muito- o processo de reconciliação entre ambos.

Ao lhe entregar a oração do perdão -agora consciente do que lhe fez-, o paciente tende a orar com mais empenho para o seu obsessor espiritual. Sem dúvida alguma, a oração do perdão realizada de coração, com sinceridade, facilita muito a reconciliação, fazendo com que o obsessor espiritual aceite ser levado para a luz de maneira melhor. Entretanto, há casos em que o mentor espiritual não revela o que o paciente fez ao seu obsessor espiritual, pois sabe que isso não lhe será benéfico (nessa terapia, é sempre o mentor espiritual do paciente que decide se irá ou não revelar o que fez ao seu desafeto do passado, seu obsessor espiritual).
Fora isso, há ainda muitos espíritas que transformaram as obras de Kardec em uma ortodoxia dogmática, inquestionável, não aceitando outras metodologias ou ensinamentos, como por exemplo, aquelas dos grandes mestres ascensionados da Fraternidade Branca.

É importante lembrar que a Doutrina Kardecista é evolucionista e seus fundamentos também podem ser encontrados em outras religiões, em outras obras, como o Bhagava Gita, o Alcorão e outras obras orientais.
Kardec em nenhum momento orientou para que os espíritas estudassem somente aquilo que está escrito em suas obras; pelo contrário, ele deixou claro que novas matérias viriam complementar o que escreveu.
Todos os grandes mestres pregaram o desprendimento, mas o que os seus seguidores fazem é cultivar o apego, a posse do que eles falaram. Daí surgem as guerras, as ofensas, as discussões infindáveis entre diferentes religiões e doutrinas.

Todos os caminhos levam a Deus, mas muitos acham que o seu caminho é melhor do que o dos outros. No meu entender, religião e espiritualidade são coisas distintas, a começar pelas inúmeras religiões, crenças e seitas espalhadas pelo mundo, enquanto a espiritualidade é apenas uma, e para entrar em contato com a realidade espiritual, não é necessariamente obrigatório frequentar alguma religião.
As religiões são criações dos humanos, são instituições com um conjunto de regras dogmáticas; muitas falam do pecado e da culpa, ameaçam, atemorizam, não indagam, não questionam, causam divisões, disputas, alimentam o ego, enquanto a espiritualidade convida o ser humano a prestar atenção à sua voz interior (intuição), a racionar, a questionar, a ver a vida de forma relativista e não absolutista, aquela visão dicotômica do certo e errado, como comumente muitas religiões fazem. Além de todos esses benefícios, a espiritualidade traz também paz interior, é divina, sem regras, promove união, fortalece a confiança e a fé, transcende o ego e nos convida a expandir a consciência.

Gerando Energia


 
Na prática, isto é magia - o movimento das energias naturais para efetivar ma mudança necessária. Você pode gerar energia na maioria dos rituais Wiccanos, apesar de raramente ser algo necessário. Entretanto, as Luas Cheias, solstícios e equinócios são períodos ideais para a prática da magia, pois há uma carga extra de energia terrena disponível, as quais podem ser utilizadas para aumentar a eficácia de sua magia.
 
O que não quer dizer que os rituais Wiccanos são simplesmente pretextos para trabalhar a magia. Apesar de ser perfeitamente possível trabalhar com magia nos Oito Dias de Poder (na verdade, isto é tradicional), muitos Wiccanos não o fazem, preferindo que estes sejam períodos de harmonia e celebração do que de magia.
 
Entretanto, uma das maiores diferenças entre a Wicca e a maioria das outras religiões é sua aceitação da magia, não apenas nas mãos de sacerdotes especializados que operam milagres enquanto os outros observam, mas para todos os que praticam seus rituais. Assim, a magia pode ser trabalhada com a consciência tranqüila na maioria dos rituais Wiccanos após a invocação e a observação dos rituais.
 
Na magia, assegure-se de que sua necessidade seja real, que esteja emocionalmente envolvido com essa necessidade, e que saiba que sua magia funcionará. Alguns dos mais simples encantamentos são os mais eficazes. Após todos estes anos, prefiro sempre utilizar velas coloridas, óleos e ervas como pontos focais de energia. Há incontáveis maneiras de praticar magia; escolha uma que seja a ideal para você.
 
Como já escrevi em outro lugar, magia é magia. Não é religiosa no sentido comum da palavra. Na Wicca, contudo, a magia é geralmente trabalhada durante a invocação da Deusa e do Deus, pedindo por sua presença e para que emprestem sua força à tarefa. É isto que torna a magia Wiccana religiosa.
 
O círculo mágico (ou esfera) é formado para reter o poder durante a geração de energia. Quando estiver gerando poder para um encantamento utilizando um dos velhos métodos (dança, cantos sem fim, visualização e outros), os wiccanos buscarão mantê-lo dentro de seus corpos até que tenham atingido seu ápice. Nesse ponto, é liberado e enviado em direção ao objetivo. É difícil reter todo esse poder - especialmente durante a dança - portanto, o círculo tem essa função. Uma vez que tenha liberado o poder, no entanto, o círculo não impede de modo algum que o fluxo de energia siga rumo a seu destino.
 
Os círculos não são necessários para a prática de magia, apesar de que, caso invoque a Deusa e o Deus para auxiliá-lo, a presença do círculo irá assegurar que o poder que receber será adequadamente retido até que decida ser o momento de enviá-lo. (...)
 
Uma vez que tenha finalizado seu trabalho de magia, pare por alguns momentos. Observe as velas da Deusa e do Deus, ou suas imagens no altar. Pode também olhar para a fumaça que desprende do incenso ou para um vaso de flores frescas. Pense nas deidades e sobre o seu relacionamento com elas, assim como seu papel no universo. Afaste sua mente de pensamentos ligados ao ritual ao afastar sua conciência do ritual.
 
Você provavelmente se sentirá exausto se realmente liberou poder, portanto sente-se e relaxe por alguns instantes. Este é um momento de reflexão. Ele fluirá suavemente rumo ao próximo passo do ritual.

Brincando com Energia

 

 
A energia e os poderes mágicos em ação na Wicca são reais. Não têm origem em nenhum plano astral. Estão, isso sim, na Terra e em nós mesmos. Eles mantêm a vida. Diariamente nós utilizamos nossas reservas de energia e as reabastecemos por meio do ar que respiramos, do alimento que ingerimos, e dos poderes que nos banham oriundos do Sol e da Lua.
 
Saiba que esse poder é físico. Sim, pode ser misterioso, mas apenas porque poucos são os que os investigam de modo mágico. Seguem-se alguns exercícios que o ajudarão a fazê-lo.
 
Acalme-se. Respire fundo. Esfregue a palma de suas mãos por cerca de vinte segundos. Comece lentamente e acelere cada vez mais. Sinta seus músculos tencionados. Sinta as palmas se esquentando. Então, pare subitamente e segure-as longe uma da outra cerca de 4 cm. Sente-as formigando? Esta é uma manifestação de poder. Ao esfregar suas mãos, utilizando, os músculos de seus braços e ombros, você está gerando energia - poder mágico. Ele flui de suas palmas enquanto você as mantém afastadas.
 
Se não sentir absolutamente nada, repita uma ou duas vezes por dia até que tenha sucesso. Lembre-se, não se force a sentir o poder. Tentar com mais força não leva a lugar nenhum. Relaxe e permita-se sentir o que tem sempre estado ali.

Após realmente sentir esta energia, comece a criar formas com ela. Use sua visualização para tanto. Logo após esfregar suas mãos, enquanto estiver formigando, visualize raios de energia talvez azulados ou arroxeados saindo de sua mão direita (projetiva) para a esquerda (receptiva). Se for canhoto, inverta as direções.*
 
Agora, visualize essa energia lentamente girando no sentido horário entre suas palmas. Molde-a numa bola de energia brilhante, pulsante, mágica. Veja suas dimensões, suas cores. Sinta sua força e seu calor em seu corpo. Não há nada de sobrenatural nisso. Segure a bola com as mãos em concha. Faça com que cresça ou diminua de tamanho por meio de sua visualização. Por fim, empurre-a para dentro de seu estômago e reabsorva-a de volta a seu sistema.

Isto não só é divertido como também é uma valiosa experiência de aprendizado mágico. Após dominar a arte das esferas de energia, o passo seguinte é sentir os campos de energia.
 
Sente-se ou permaneça de pé diante de uma planta qualquer. Ervas e plantas vicejantes aparentemente funcionam melhor. Se necessário, flores cortadas num vaso também podem ser usadas.
 
Respire profundamente por alguns instantes e limpe seus pensamentos. Coloque a palma de sua mão receptiva (esquerda) alguns centímetros acima da planta. Direcione seu consciente para a sua palma. Você não sente um certo latejar, uma vibração, uma onda de calor ou simplesmente uma alteração na energia de sua mão? Você não sente a força interna da planta?
 
Coloque um cristal de quartzo, digamos, sobre uma mesa e passe sua mão receptiva sobre o cristal. Ative seus sentidos e atente para as invisíveis porém palpáveis energias que pulsam no cristal. Lembre-se de que todos os objetos naturais são manifestações da energia divina. Com prática, podemos sentir o poder que neles reside. Se tiver dificuldade em sentir esses poderes, esfregue levemente as palmas de suas mãos para sensibilizá-las e tente novamente.
 
Esta energia é a mesma que nos preenche quando estamos nervosos, irados, assustados, alegres ou excitados sexualmente. É a energia utilizada em magia, seja ela oriunda de nossos corpos seja canalizada da Deusa e do Deus, das plantas, das pedras e de outros objetos. É a matéria da criação a qual utilizamos em magia.
 
Agora que já sentiu esse poder, use a visualização para movê-lo. Você não precisa esfregar as palmas de suas mãos para gerar energia, você pode faze-lo ao simplesmente concentrar-se nesse fim. Um dos mais simples métodos é contrair os músculos - retesar o seu Corpo. Isto gera energia, o que explica o porque de relaxarmos na meditação. A meditação reduz nossa energia e permite que nos afastemos deste mundo.
 
Quando sentir-se pleno de poder, erga sua mão direita (projetiva) e direcione a energia de seu corpo através de seu braço e saindo de seus dedos. Use sua capacidade de visualização. Realmente veja e sinta-a fluindo para fora.
 
Como prática, fique de pé em sua casa. Gere poder em seu interior. Direcione-o a cada cômodo, visualizando-o penetrando em fendas e paredes e ao redor de portas e janelas. Você não está criando um alarme anti-furto psíquico, mas sim uma proteção mágica, portanto visualize a energia formando uma barreira impenetrável através da qual nenhuma negatividade ou intrusos possam passar.
 
Depois de "selar" a casa, interrompa o fluxo de energia. Você pode fazê-lo ao visualizar esse fluxo parando e balançando sua mão. Sinta sua energia de força protetora instalada nas paredes. Um sentimento seguro deve inundá-lo enquanto está de pé dentro de sua casa protegida. Sim, você realizou isto por meio de sua mente, mas também com poder. A energia é real, e sua habilidade de manipulá-la determina a eficácia de seus círculos e rituais.
 
Trabalhe o sentir e o direcionar de energia diariamente. Torne isso uma espécie de brincadeira mágica até que atinja o ponto em que você não precisa mais parar e pensar: "Será que eu consigo? Será que consigo gerar poder?". Você saberá que pode.
 
* Lembre-se dos filmes de ficção cientifica e fantasia nos quais um mago envia poder de suas mãos, lembre-se da aparência do efeito cinematográfico. Se desejar, use uma imagem semelhante para visualizar o poder pessoal que emana de suas mãos. Apesar de serem apenas efeitos especiais, isto, obviamente, é real, e podemos utilizar a imagem para realmente enviar o poder.

O Jogo de Kim

 


Muitas vezes falhamos ou não obtemos o resultado ideal ao tentar exercícios de visualização, audição, olfato, tato, ou paladar (enfim, exercícios de controle das capacidades sensoriais sob a Vontade com o intuito de criar um meio de submeter o inconsciente ao nível emocional necessário para o trabalho ou simples exercícios de treinamento do inconsciente para que este possa romper a barreira do Ego quando necessário).
 
O Jogo de Kim é uma complementação destes exercícios. Uma vez que estes consistem em trazer pensamentos da consciência para o inconsciente, o jogo de Kim traz à tona energias [obs: energias = emoções] reprimidas no inconsciente, libertando-as.
 
Criado por Rudyard Kipling há mais de 50 anos, o Jogo de Kim mostra-se um ótimo exercício de treinamento mental para complementar o treinamento de controle dos sentidos.
 
Coloque sobre uma mesa vários objetos espalhados aleatoriamente: alguns de seu cotidiano, outros de sua casa mas que você não use tanto, e outros que você quase não veja, forrando-os com um pano.
 
Retire o pano e observe os objetos por 1 minuto.
 
Forre outra vez e sem olhar para o pano (para evitar a memória fotográfica momentânea que iria evocar as figuras de seu inconsciente: é fundamental que as imagens fluam naturalmente). Descreva o que lembrar dos objetos e sua posições.
 
Agora desforre tudo. Pegue o objeto que você tiver esquecido e medite sobre ele: olhe-o por muito tempo, feche os olhos em silêncio e calma absolutos. Tente trazer à mente (não force, deixe vir: espere longo tempo se necessário) uma imagem e uma emoção aleatórias.
 
Podem surgir traumas infantis reprimidos, e o complexo deve ter seu motivo explicado (apesar de isto não ser necessário). A emoção servirá para "jogar para fora" a energia reprimida. É uma espécie de "limpeza" do subconsciente pessoal. Se possível anote os resultados obtidos.
 
Alerta: É normal que você chore ou tenha um medo instantâneo ou caia na gargalhada sem sequer saber o porque: não significa que você está louco, muito pelo contrário, o Jogo de Kim servirá para que traumas sejam lembrados e assim eliminados do subconsciente (que é onde eles realmente causam perigo).

EXERCÍCIO PARA OS SENTIDOS

Exercicio visual
Coloque alguns objetos à sua frente, por exemplo, um garfo, uma faca, uma cigarreira, um lápis, uma caixa de fósforos, e fixe o pensamento em um deles. Memorize exatamente sua forma, sua cor e sua textura. Depois feche os olhos e tente imaginar esse mesmo objeto tão plasticamente quanto ele é. Caso ele lhe fuja do pensamento, tente chamá-lo de volta. No início você só conseguirá lembrar-se dele por alguns segundos, mas com alguma perseverança e repetição constante, de um exercício a outro o objeto tornar-se-á cada vez mais nítido, e a fuga e o retorno do pensamento tornar-se-ão cada vez mais raros. Não devemos assustar-nos com alguns fracassos iniciais, e se nos cansarmos, devemos passar ao objetivo seguinte. No começo não se deve praticar o exercício por mais de dez minutos, mas depois deve-se aumentar a sua duração gradativamente até chegar a 30 minutos. Depois de superarmos essa etapa podemos prosseguir, tentando imaginar os objetos com os olhos abertos. Os objetos devem tornar-se visíveis diante de nossos olhos como se estivessem suspensos no ar, e tão plásticos a ponto de parecerem palpáveis. Não devemos tomar conhecimento de nada que esteja em volta, além do objeto imaginado. Nesse caso também devemos controlar as perturbações com a ajuda do colar de contas. O exercício será bem sucedido quando conseguirmos fixar nosso pensamento num objeto suspenso no ar, sem nenhuma interferência, por no mínimo cinco minutos seguidos.

Exercícios Auditivos
 
Depois da capacidade de concentração visual, vem a capacidade auditiva. Nesse caso, a força de auto-sugestão tem no início uma grande importância. Não se pode dizer diretamente: "Imagine o tic-tac de um relógio" ou algo assim, pois sob o conceito imaginação entende-se normalmente a representação de uma imagem, o que não pode ser dito para os exercícios de concentração auditiva. Colocando essa idéia de um modo mais claro, podemos dizer: "Imagine estar ouvindo o tic-tac de um relógio". Para fins elucidativos, usaremos essa expressão, portanto, tente imaginar estar ouvindo o tic-tac de um relógio de parede. Inicialmente você só conseguirá fazê-lo por uns poucos segundos, mas com alguma persistência esse tempo irá melhorando gradativamente e as perturbações diminuirão. Depois, você deverá tentar ouvir o tic-tac de um relógio de pulso ou de bolso, e ainda, o badalar de sinos nas mais diversas modulações. Faça outras experiências de concentração auditiva, como toque de gongo, pancadas de martelo e batidas em madeira, ruídos diversos, como um arranhão, arrastamento de pés, trovões, o barulho suave do vento soprando, e até o vento mais forte de um furacão, o murmúrio da água numa cachoeira, e ainda, a música de instrumentos como o violino e o piano. Neste exercício o importante é concentrar-se só auditivamente e não permitir a interferência da imaginação plástica. Caso isso aconteça, a imagem deve ser imediatamente afastada; no badalar dos sinos, por exemplo, não deve aparecer a imagem dos sinos, e assim por diante. O exercício estará completo quando se conseguir fixar a imaginação auditiva por no mínimo cinco minutos.

Exercícios Sensoriais
 
O exercício seguinte é o da concentração na sensação. A sensação escolhida pode ser de frio, calor, peso, leveza, fome, sede e deve ser fixada na mente até se conseguir mantê-la, sem nenhuma imaginação auditiva ou visual, durante pelo menos cinco minutos. Quando formos capazes de escolher e de manter qualquer sensação, então poderemos passar ao exercício seguinte.

Exercícios Olfativos
 
Em seguida vem a concentração do olfato. Imaginemos o perfume de algumas flores, como rosas, lilases, violetas ou outras e fixemos essa idéia, sem deixar aparecer a representação visual destas flores. A mesma coisa deve ser feita com os mais diversos odores desagradáveis. Esse tipo de concentração também deve ser praticado até se conseguir escolher qualquer um dos odores e imaginá-lo por pelo menos cinco minutos.

Exercícios Gustativos
 
A última concentração dos sentidos é a do paladar. Sem pensar numa comida ou imaginá-la, devemos concentrar-nos em seu gosto. No início devemos escolher as sensações de paladar mais básicas, como o doce, o azedo, o amargo e o salgado. Quando tivermos conseguido firmá-las, poderemos passar ao paladar dos mais diversos temperos, conforme o gosto. Ao aprender a fixar qualquer um deles, segundo a vontade do aluno, por no mínimo cinco minutos, então o objetivo do exercício será sido alcançado.

Constataremos que esta ou aquela concentração será mais ou menos difícil para uma ou outra pessoa, o que é um sinal de que a função cerebral do sentido em questão é deficiente, ou pelo menos pouco desenvolvida, ou atrofiada. A maioria dos sistemas de aprendizado só leva em conta uma, duas, no máximo três funções. Os exercícios de concentração realizados com os cinco sentidos fortalecem o espírito e a força de vontade; com eles nós aprendemos não só a controlar todos os sentidos e a desenvolvê-los, como também a dominá-los totalmente. Eles são de extrema importância para o desenvolvimento mágico, e por isso não devem ser desdenhados.